DIA DO PIAUI

DIA DO PIAUI

Padre é expulso da Diocese de Campo Maior pelo Papa Francisco


O bispo de Campo Maior publicou um decreto que confirma a remoção do padre Alcindo Saraiva Martins da condição de sacerdote. Alcindo havia assumido relacionamento com uma mulher de 24 anos. Ele era pároco da Paróquia do município Nossa Senhora do Nazaré, a 82 km de Teresina.

Em um decreto publicado nessa quarta-feira (06), Dom Francisco de Assis Gabriel dos Santos, Bispo de Campo Maior, decidiu pela demissão das obrigações de pároco e afastamento territorial definitivo da Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré do padre Alcino Saraiva Martins. De acordo com o Decreto, a decisão foi tomada em conjunto com dois (2) padres Consultores da diocese.

Participaram da decisão o Padre Gilcimar Machado e Padre Luis Francisco Fonseca. Por decisão deste ordinário, a comunicação foi feita na Capela Episcopal. A decisão é inapelável e não cabe qualquer tipo de recurso.

O CASO

No dia 23 de outubro de 2020, a jovem Amanda Passo (pseudônimo), 24 anos, é natural da cidade de Nossa Senhora de Nazaré, na região Norte do Piauí, mas mora em Campo Maior há pelo menos dois anos. Ela relata que no começo de 2019, iniciou um relacionamento com o padre Alcindo Saraiva Martins, no qual gerou duas possíveis gravidezes e dois possíveis abortos, sendo um sugerido pelo próprio religioso.

Amanda era integrante do coral da paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, que na época, Alcindo Martins havia acabado de assumir. Segundo a jovem, tudo teve início quando o padre comentou uma foto dela, postada no “Story”, de um aplicativo de mensagens. Desde então o padre passou a elogiar as publicações de Amanda, que questionou o porquê de tanta atenção.

O QUE A DIOCESE DISSE?

A Diocese de Campo Maior divulgou nota de esclarecimento, no dia 24 de outubro, sobre o caso envolvendo o padre Alcindo Saraiva Martins, pároco da Paróquia do município de Nossa Senhora de Nazaré, onde o sacerdote teve um relacionamento com uma jovem, e supostamente a engravidou e a induziu a realizar um aborto.

Segundo a nota, em meados de julho deste ano, Dom Francisco de Assis, bispo diocesano, recebeu na Cúria, a jovem que se envolveu com padre Alcindo. O bispo então, solicitou que ela apresentasse provas sobre o que tinha denunciado. Em uma conversa com o bispo, padre Alcindo não negou ter se relacionado com a jovem, mas contestou a tese de gravidez e aborto.

FONTE: EM FOCO
Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html