DIA DO PIAUI

DIA DO PIAUI

Mulher morta a tijoladas é enterrada em Barras



Enterrou-se na manhã desta segunda-feira (4) na localidade Barreiros, zona rural de Barras, Lídia Maria da Silva, de 45 anos de idade. O corpo dela foi encontrado na manhã desse domingo (04), no bairro Aroeiras, zona leste de Teresina. A identidade dela foi identificada pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).O suspeito do crime é o companheiro da vítima, que está foragido.

Conforme o delegado Danúbio Dias, do DHPP, a mulher foi atingida com pedradas na cabeça e morreu no local do crime. "Ela possui lesões na parte frontal do crânio. São lesões contundentes. Há a possibilidade de que ela tenha sido apedrejada, pois há pedaços de tijolo próximo a ela. Ela possui também lesões que indicam luta corporal", completou. "Ela foi encontrada na estrada que dá acesso a uma fábrica. Ela foi encontrada por volta de 7h por um residente aqui próximo.", informou.

Logo após serem acionados para atender a ocorrência, os policiais do DHPP passaram a fazer levantamentos e decidiram ir até a casa da vítima, que morava no Parque Universitário, em Teresina, cerca de 11 km do local onde o corpo de Lídia Maria foi encontrado, com várias agressões na cabeça feitas com pedras e um tijolo em uma estrada vicinal do bairro Aroeiras.

Ao se dirigirem até a residência, os policiais foram informados que o imóvel estava fechado, porém, o filho adotivo do casal, de apenas 6 anos de idade, ficou dentro da casa, sozinho. Uma comadre da vítima, com ajuda de outras pessoas, conseguiu retirar a criança da casa antes da chegada da polícia.

A partir desta segunda-feira, a equipe da Delegacia Especializada em Feminicídio, através da delegada Nayana Paz, vai dar início à investigação de seguimento, a fim de colher mais informações sobre o caso e avançar nas diligências para prender o suspeito do feminicídio contra Lídia Maria da Silva.

Fonte: longah
Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html