Header Ads

BOMBA! Caí liminar que impedia vereadores de votar/julgar contas reprovadas de Capote

A super liminar conseguida por Edílson Capote no período eleitoral que permitiu que o corrupto disputadasse as eleições de 2020, caiu. Tal liminar impediu que a Câmara de Vereadores de Barras colocasse as contas reprovadas pelo Tribunal de Contas de Estado em votação, desta feita Capote pode disputar por força de liminar as eleições e realizar diversos crimes de corrupção, tais como compra de apoio politico entre outros, "crimes" que vieram à tona após operação realizada pela Polícia Federal denominada de Democracia Pescada pelo fato da organização política criminosa ter usado o nome de peixes para se referir a políticos. Peixes de escama, de couro e piabas do rabo seco, assim eram chamados tais políticos aliados de Capote que também estão sob investigação da PF e Ministério Público.


E agora Capote?

Agora, o prefeito Capote pode cair a qualquer momento. A história mostra que políticos que se agarram à liminar estão sujeitos a chuvas e trovoadas. A Câmara de Vereadores de Barras através de seus vereadores terá que julgar as contas de Capote em caráter de urgência. Caberá aos nobres vereadores reprovar as contas de 2016 do bicho de pena, seguindo a recomendação ou seja a decisão do TCE que reprovou tais contas. Desta feita os vereadores estarão primando pela moralidade. Assim o atual gestor estará de novo inelegível tendo os seus direitos políticos automaticamente cassados. Edílson Capote poderá CAIR de imediato do cargo de prefeito de Barras.

Caso as contas de Capote sejam aprovadas pela maioria dos vereadores, ambos estarão agindo contra o Tribunal de Contas do Estado, o que acreditamos que não irá acontecer, pois se os nobres vereadores são eleitos com a missão de fiscalizar e fazer valer os princípios de moralidade em defesa dos direitos do cidadão contra atos de corrupção, não seguir a decisão do TCE, seria a comprovação de que ambos estariam pondo seus interesses pessoais acima da população.

Veja sentença abaixo: 


Relembre

As contas da prefeitura de Barras na gestão de Capote referentes ao exercício de 2016 foram reprovadas pelo TCE.

O TCE  através de seus técnicos reprovou as contas de 2016 de Edílson Capote por  irregularidades que iam desde uma verdadeira farra sem licitação até descumprimentos de limites de gastos constitucionais com pessoal, passando por divergência em informações de prestações de contas oficiais e gastos realizados.

A reprovação das contas foi unânime. Todos – técnicos, Ministério Público de Contas e conselheiros – viram naqueles números e relatórios provas de má gestão e motivos suficientes para a reprovação.







Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html