Header Ads

Ministério Público investiga suposta prática de nepotismo na prefeitura de Barras

O Ministério Público do Piauí, através da promotoria de justiça de Barras, instaurou inquérito civil público para apurar condutas de nepotismo na  prefeitura, administrada pelo prefeito Edilson Capote.

Denúncias apontam suposta prática de nepotismo no âmbito da prefeitura devido a nomeação de:

• Maria Osmália Moura de Oliveira, cunhada do secretário municipal de Educação, Cláudio César dos Santos e Silva, como diretora de Controle Financeiro da Secretaria Municipal de Saúde; 

• Luís Carlos do Rêgo Fortes de Carvalho e Silva Júnior, sobrinho da secretária municipal de Assistência Social, Edneida do Rêgo Fortes de Carvalho e Silva, como diretor de assessoria administrativa e financeira da Secretaria Municipal de Assistência Social; 

• Amanda Gomes Lages, sobrinha da vice-prefeita, Cynara Cristina Lages Veras, como diretoria de cadastro tributário da Secretaria Municipal de Finanças; 

• Márcia Maria Costa Maciel, filha da vereadora Emília Costa Maciel, como assessoria de saúde bucal da Secretaria Municipal de Saúde.

O promotor Glécio Paulino Setúbal da Cunha e Silva levou em consideração que as condutas praticadas indicam, também o desvio de verbas públicas em razão da ilegalidade das nomeações, que podem caracterizar atos de improbidade administrativa por afronta aos princípios da administração pública, sobretudo os da legalidade, moralidade e eficiência além de ato que resulta em enriquecimento ilícito por parte dos agentes envolvidos e prejuízo ao erário

Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html