Header Ads

Janeiro será quente no Piauí; queimadas já são maiores que de 2020

Tudo indica que janeiro será mais um mês quente no Piauí, com características de B-R-O-BRO. A expectativa, segundo a meteorologia, é que seja registrado um aumento de meio grau celcius acima da média máxima para o período, que ficam entre 24 a 28 graus, dependendo da região do estado. Historicamente, nessa época do ano chove-se mais no extremo sul piauiense, nos municípios que compreendem os Cerrados. Mas, conforme as previsões, tem caído pouca chuva. E esse é um dois motivos para o tempo quente: os baixos volumes de água. 

“Não está tendo muita chuva como o esperado pela climatologia, então a tendência é a manutenção do calor. Porém, toda previsão é cálculo e precisa de análise. Mas, a tendência é de temperaturas acima da média agora em janeiro”, afirmou Werton Costa, climatologista, ressaltando que janeiro tende a ser mais chuvoso, por ser o primeiro da quadra chuvosa - janeiro, fevereiro, março e abril - (o famoso inverno piauiense). “Ou, seja, as temperaturas continuam um pouco elevada, mas são amenizadas pelas chuvas. E para esse mês, elas estão esparsas”, disse.

Um reflexo dessa falta de chuva no Estado, no início do ano, já pode ser percebido pelos registros de queimadas do INPE, que é o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Só nos primeiros dez dias do ano, foram verificados 49 focos de incêndios no Piauí, número que já é maior que todo o registro de janeiro do ano passado. Na comparação com o mesmo período, ou seja, os primeiros dez dias no ano, o crescimento de focos é de 390%. E a tendência é que as queimadas aumentem por conta do tradicional período de “preparo das roças”. 

Janeiro quente no Piauí, com características de B-R-O-BRO. 

“Essas condições de temperaturas mais elevadas, elas estão mais relacionadas com temperaturas mais frias, das águas do Atlântico Tropical, que por sua vez reduzem a quantidade de cobertura de nuvens aumentando, assim, a quantidade de insolação, ou seja, de energia solar incidente”, completou o climatologista. 

As temperaturas mais quentes esse ano estão sendo registradas no Norte do Estado. Não a toa, o município de Buriti dos Montes, distante 240 km ao Norte de Teresina, é atualmente a quinta cidade do país com maior registrado de queimadas: 12 no total, ficando atrás apenas de Grajaú (MA), Gaúcha do Norte (MT), Feliz Natal (MT) e Boa Viagem (CE). Em 2020, o Piauí registrou exatos 9.317 queimadas, tendo o mês de outubro com o maior número (3.437 focos).

Fonte: Meio Norte
Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html