Ex-presidiário baleado no Piauí não resiste aos ferimentos e morre no hospital

No início da manhã desta terça-feira (26/09), a equipe do Instituto Médico Legal (IML) de Parnaíba, sob a coordenação do policial Robinson Castilho, realizou a remoção de dois corpos da pedra cadavérica do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Heda).

O primeiro corpo removido foi o de Renêe dos Santos Silva, de 34 anos, ex-presidiário que foi vítima de diversos tiros no bairro Frei Higino, em Parnaíba, por volta das 17h30 do dia anterior.

Além do corpo de Renêe, a equipe do IML também removeu outro corpo que estava na pedra cadavérica do Heda. Essa segunda vítima foi resultado de um acidente de trânsito, cujos detalhes não foram especificados no relatório.
Tags

#buttons=(Aceitar!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Leia Mais
Accept !