Juíz autoriza quebra de sigilo telefônico de acusada de matar funcionário público em Barras

O juiz Jorge Cley Martins Vieira, da 1ª Vara da Comarca de Barras, deferiu pedido do Ministério Público do Estado do Piauí e autorizou a quebra do sigilo telemático e extração de dados nos aparelhos telefônicos Motorola e Redmi, de Raquele Rabelo de Sousa dos Santos, acusada de matar o servidor da Prefeitura de Barras, Ismael da Silveira Gadelha Oliveira, no dia 27 de maio deste ano.

Na mesma decisão, dada nessa terça-feira (06), o juiz autorizou a extração dos dados do celular da vítima, que estava no carro dela. O objetivo da extração é para que a polícia tenha mais um meio de esclarecer, com segurança, a autoria e as circunstâncias em que se deu a morte da vítima.

"Portanto, presentes os seus pressupostos, evidenciados pelos fundamentos jurídicos expostos e pelas circunstâncias fáticas concretas e idôneas, baseadas nas provas dos autos, impende reconhecer a necessidade e a utilidade da concessão da medida cautelar de quebra do sigilo telemático, haja vista que no caso vertente se torna útil e necessária à míngua de outros instrumentos de investigações à elucidação do caso", decidiu o magistrado.


FONTE: GP1.COM

#buttons=(Aceitar!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Leia Mais
Accept !