Idosa pode ter sido vitima de crime bárbaro em Barras

Um lençol ensanguentado e queimado pode ser a chave do fim desse mistério

Fonte: Portal ibarras24horas 

Barras  PI - O mistério do desaparecimento da idosa Maria dos Reis Calaça, conhecida com Parucha, pode ser solucionado esta semana. E as pistas indicam que a idosa tenha sido assassinada. é uma linha de investigação.

Parucha morava sozinha com o filho Ramualdo Calaça - que tem uma deficiência mental - na localidade Flor do Campo, zona rural de Barras.

Um lençol ensanguentado e queimado pode ser a chave do fim desse mistério, assim como a presença de cabelos. A perícia levou as evidências para analisar e saber se pertence a Maria dos Reis. Todas as informações desta matéria foram repassadas por um familiar.

O mais dramático dessa história é que o filho Ramualdo é o principal suspeito, caso se confirme o homicídio de Parucha. Como é uma pessoa doente, não pode ser responsabilizado por seus atos e a mãe, segundo se apurou, não gostaria que ele sofresse alguma consequência mais grave.

QUEM É RAMUALDO?

Ramualdo tem cerca de 30 anos - e conforme apurou o longah.com - Ele era uma pessoa normal, mas de repente, após uma depressão, começou a ficar agressivo e a dar muito trabalho para a mãe. Tomava remédio controlado, mas tinha que ficar mudando porque com o passar do tempo os remédios iam perdendo o efeito.

Contra Ramualdo já pesa outra acusação grave. A de tentativa de assassinato do próprio pai. O jovem em uma de suas crises teria desferido uma paulada no pai, que por pouco não morreu, mas chegou a ir para a UTI.

O pai não voltou para casa com medo do próprio filho, mas segundo a nossa fonte, ele obedecia a mãe, que vivia para cuidar dele.

QUEM É PARUCHA?

Dona Parucha era aposentada e vivia sozinha com um filho. Apesar de ser idosa - cerca de 70 anos - ela resolvia tudo da sua casa. Ia ao banco, recebia dinheiro, ia ao mercado, viajava para Teresina constantemente para levar ao filho ao psiquiatra.

Foi casada duas vezes. A agressão do filho ao segundo marido foi o motivo dele não ter mais voltado para casa. O amor pelo filho fez Parucha preferir ficar com ele do que viver com o marido.

Ela tinha outro filho, o Rogério Calaça, que mora próximo e sempre ia à casa dela saber como ela está e cuidar dela. Ele também, temia o meio-irmão.

COMO PARUCHA SUMIU?

Rogério Calaça foi o primeiro a desconfiar do sumiço da mãe. Foi visitá-la e achou a casa fechada. Os animais estavam sem comer. 

Ele deduziu que o filho achava que ela estava para Teresina porque ela costumava viajar para levar Ramualdo ao médico. Como ela demorou a voltar, Rogério começou a procurá-la e pedir ajuda nas buscas, mas nunca a encontrou.

"A suspeita do homicídio começou a ganhar forma. A casa estava fechada, mas Romualdo estava lá sozinho. Rogério chamou a polícia para retirá-lo da casa porque ele não obedece a mimguém, só a mãe. Quando a polícia chegou, conseguiu levá-lo para o hospital e de lá foi encaminhado parea o Hospital Areolino de Abreu, em Teresina. Mas ele não fala nada sobre a mãe", contou ao longah o familiar.

PISTAS ENCONTRADAS

Há suspeita que Parucha possa ter sido assassinada no momento que se arrumava para viajar para Teresina. Sacola com roupas dela e dele foi encontrada pela polícia. Havia dinheiro dentro da sacola.

Autoridade policiais encontraram vestígio sacola com roupa, documentos, dinheiro, roupa dele. Na sexta, as roupas dela como se ela tvesse se arrumando para viajar pra levar ele pra Teresina.

"A perícia da Polícia Civil e corpo de bombeiro encontraram um local com vestígios de algo foi queimado. Também un lençol ensanguentado, houve tentaiva de queimar o lençol", conta ao longah o familiar de Parucha.

MUTIRÃO DE SOLIDARIEDADE

Quando a dor se abate em uma família, Deus manda anjos para ajudar. Esses anjos são as própria pessoas da comunidade. É isso que está acontecendo na Flor do Campo.

A população está ajudando a fazer uma varredura nos arredores. O ponto de apoio é na casa do filho Rogério Calaça. "Todos se ajudam, fazem comida. Caçadores se reúnem com cães. Muito bonito de se ver", conta



#buttons=(Aceitar!) #days=(20)

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência. Leia Mais
Accept !