Header Ads

Defensoria Pública pede liberdade do acusado de matar mãe em Teresina

A Defensoria Pública do Estado do Piauí requereu a liberdade provisória, sem pagamento de fiança, com pedido de aplicação de medidas cautelares diversas da prisão ou substituição da eventual prisão preventiva por prisão domiciliar de Willame José da Silva, 39 anos, acusado de assassinar a própria mãe, Maria das Graças Pereira da Silva, de 71 anos, com várias pedradas na cabeça na noite dessa segunda-feira (28), no bairro Lourival Parente, zona sul de Teresina.

O pedido foi protocolado pelo defensor público Jeiko Leal Melo Hohmann Britto, às 06h26 desta terça-feira (29).

Segundo a Defensoria Pública, no caso em questão o auto de prisão em flagrante não aponta que o requerente estivesse interferindo na apuração das provas, as destruindo ou coagindo testemunhas. Assim, segundo a defensoria, não existe risco à conveniência da futura instrução criminal nem indícios de que, se solto, traria perigo concreto à sociedade. Ainda conforme a defesa, Willame José possui endereço fixo no distrito da culpa e, desse modo, não há dado concreto que sugira eventual comprometimento da aplicação da lei penal por eventual fuga do indiciado.

Foto: Fábio Wellington/GP1
O crime aconteceu no bairro Lourival Parente

O defensor sugeriu a substituição da eventual prisão preventiva por prisão domiciliar, com a imediata expedição do alvará de soltura, para que possa responder o processo em liberdade, mediante compromisso expresso de se fazer presente a todos os atos, colocando-se à disposição da justiça.

Fonte: GP1
Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html