Header Ads

“Tentaram me incriminar”, diz diarista que esteve na casa de Izadora

A diarista que foi a primeira pessoa procurada após o assassinato da advogada Izadora Mourão, no último sábado, 13 de fevereiro, deu detalhes dobre o momento em que recebeu a ligação de Dona Maria Nerci, mãe da vítima, e de como ficou sabendo do crime.

Durante entrevista exclusiva ao Portal P2, da cidade de Pedro II, a mulher, que preferiu preservar sua identidade, relatou que a idosa ligou para ela por volta das 09h30min, pedindo insistentemente, para que ela fosse até a residência, no entanto, não relatou o motivo.

Advogada Izadora Mourão (Foto - Facebook)

Ao chegar na residência, a mãe de Izadora disse que a filha teria sofrido uma facada, e estava desmaiada, e pediu para que a diarista fosse até lá, e verificar se ela ainda estava viva. “Ela queria que eu tocasse nela, ela sabia que Izadora já estava morta, acho que ela tentou me incriminar”, afirmou a mulher.
Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html