Header Ads

Edilson Capote não cumpre promessa de campanha com professores de 20hs

Os professores da rede municipal de Barras que são concursados só 20hs, estão angustiados e decepcionados com o não cumprimento de uma das promessas de campanha de Edilson Capote e seu grupo da educação. Ambos os profissionais estão amargando a possibilidade de ficarem 4 anos trabalhando só 20hs, sendo que durante a campanha o atual gestor prometeu a equiparação do 2° turno dos professores.

De acordo com o que apuramos, a  lotação de quase todas as escolas já saiu e todos os professores que na gestão do ex-prefeito Carlos Monte tinham o 2° turno "ao sair a lotação, que era feita pelos diretores das escolas e só confirmada na secretaria de educação', agora estão recebendo a ligação dos atuais gestores comunicando que estão só com 20hs e pedindo para aguardarem que quando a pandemia terminar e as aulas passarem a ser presenciais, eles irão relotar atribuindo as outras 20hs. Dá pra acreditar?

O detalhe é que na gestão do ex-prefeito Carlos Monte, às 20hs dos professores foi mantida até o último dia de 2020. Aliás, vários outros direitos foram garantidos, tais como: direito garantido no plano de carreira dos servidores, mudança de classe, mudança de nível e redução de carga horária. Diante dos fatos, o sindicato que pouco trabalhou na gestão anterior, agora tem é serviço.

Caiu No Golpe Quem Quis! Mas já era de se esperar que isso fosse acontecer, pois na primeira gestão de Capote, eles submeteram os professores a análise de currículo, pagavam por letra, retiraram a regência dos professores e etc. Só resta agora aguardar a pandemia acabar para os professores enfim "quem sabe" terem seus direitos ao 2° turno garantido. O problema é que daqui para lá muitos boletos terão vencido e muitos mestres estarão passando por dificuldades financeiras.


Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html