//// ANALYTICS //// Piauí está fora do risco de surto de dengue, zika e chikungunya - Notícias de Barras, Piauí, Brasil e o mundo ::: www.barrasenoticia.com.br

Header Ads

Piauí está fora do risco de surto de dengue, zika e chikungunya

Dados do Boletim da 33ª Semana Epidemiológica divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi), na última quinta-feira (19), apontam uma situação de redução nos casos de arboviroses.

Comparado ao mesmo período do ano passado, o Piauí registrou uma queda de 73% na incidência de casos de dengue, 81% de diminuição nos casos de chikungunya, baixa de 70% nos casos de zika vírus e nenhum caso de febre amarela em 2020. “No momento, nós não temos nenhum município em situação de risco, estão todos em situação tranquila em relação à questão das arboviroses”, relata Ocimar de Alencar, técnico em vigilância de saúde da Sesapi.

Ocimar de Alencar (foto: Sesapi)

Em casos de dengue, de acordo com o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), este ano foram 1.996 notificações em 107 municípios. No ano passado foram 7.512 casos prováveis em 167 municípios.

Esses números representam a redução de 73,4% em relação ao mesmo período de 2019. Os municípios com maior incidência em 2020 são Alagoinha do Piauí (92 casos), Ribeiro Gonçalves (73), Belém do Piauí (31), Alegrete do Piauí (42) e Lagoa do Barro do Piauí (35). Não houve nenhum óbito registrado.

Quanto às cidades que notificaram casos dessa doença transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti em 2019, até a S.E. 33ª 57 municípios (25,4%) não notificaram casos suspeitos. Este ano, no mesmo período, foram 117 municípios sem notificação (52,2%).

Fonte: Meio Norte
Os casos de febre chikungunya também apresentam uma redução vantajosa. O total foi de 154 casos notificados em 20 municípios, já no ano passado foram 813 casos em 44 municípios, representando uma redução drástica de 81,1% comparada ao mesmo período do ano passado. Teresina (85 casos), Alagoinha do Piauí (03), Picos (41) e Parnaíba (06), são os municípios com maior número de casos prováveis notificados de chikungunya, até a S.E. 33ª.

O zika vírus apresenta 76,9% a menos no número de notificações. Foram 12 casos prováveis em cinco municípios, já o ano passado corresponde 52 notificações em 20 municípios. Também não foi registrado nenhum óbito por zika ou chikungunya. São Pedro do Piauí (5), Parnaíba (4), Buriti dos Montes (1), Juazeiro do Piauí (1) e Altos (1) são os municípios com maior número de casos de zika.

Sesapi esclarece situação dos municípios

Um dado que corresponde ao mês de janeiro de 2020, quase oito meses atrás, presente no boletim da 33° Semana Epidemiológica aponta que oito municípios (Caracol, Guadalupe, Caldeirão Grande do Piauí, Campo Grande do Piauí, Júlio Borges, Lagoa do Barro do Piauí, Morro Cabeça no Tempo e Santana do Piauí) estão em situação de risco para ocorrência de surto de dengue, zika e chikungunya.

A Sesapi esclarece que essa amostra do sistema de informações LIRA do Ministério da Saúde está desatualizada, já que diz respeito apenas ao mês de janeiro.

Todos os anos o Piauí realiza quatro pesquisas entomológicas com dados coletados pelos agentes de endemias nas residências. Como a segunda e terceira pesquisa, relativas aos surtos, foram suspensas devido à pandemia, por determinação do Ministério da Saúde, os dados continuam no boletim.

Vale ressaltar que atualmente não há nenhum município piauiense em situação de risco para ocorrência de surto, disse Ocimar de Alencar. "A Sesapi, através da Coordenação de Vigilância Ambiental, monitora diariamente essa situação tanto no que se refere à questão dos casos das arboviroses dengue, zika e chikungunya, quanto na questão entomológica. A situação é completamente e absolutamente tranquila no estado do Piauí", completa o técnico.

Para o controle e vigilância dos municípios, a Secretaria de Saúde do Piauí informou que está realizando tratamento focal em todas as sedes dos 224 municípios, levantamento de Índice e Tratamento focal realizada em localidades da zona rural dos municípios, ações de Mobilização Social realizadas de forma intersetorial pelos municípios e bloqueio de casos suspeitos notificados.

Fonte: Meio Norte
Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html