Header Ads

Ex-prefeitos de Barras serão julgados nesta terça 02/06 pelo TRE/PI


Após quase cinco anos, o TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO ESTADO DO PIAUI, irá julgar amanhã, a partir das 14h00, a ação de captação ilícita de votos, abuso de poder econômico e gasto ilícito de recursos, denunciados pela Justiça eleitoral da sexta zona de Barras.

Dos Fatos

Diante de denúncias fortes de derrame de dinheiro usado na cooptação de vereadores eleitos, candidatos, chefes políticos e eleitores comuns.

O MPE de Barras montou uma operação, conhecida como LAVA JET, com o apoio da Policia Militar e outros órgãos e acabou confirmando a existência de um grupo que atuava na compra de votos, tendo à frente a Secretária do ex-prefeito Edilson Capote, conhecida pelo nome de Geane Castelo Branco (Jet) que, inclusive foi presa e autuada em flagrante com uma agenda com vários nomes, supostamente beneficiados com o pagamento de propinas, ao que tudo indica usadas na compra de votos e pagamento de cabos eleitorais

Também foi encontrada com a Secretária uma quantia em dinheiro.

Da Investigação

Durante as investigações chegou-se também aos nomes do ex-prefeito Manin Rego, que chegou a ser vice de Capote, além da Senhora IVANILDA SÉRVULO DE SOUSA, irmã do ex-prefeito Capote e já denunciada outra vez por corrupção eleitoral.

O Esquemão

Edilson Capote, para se reeleger, montou o maior esquema político da História de Barras.

Sendo essa a razão para a sustentação do ESQUEMAO que visava lhe favorecer politicamente e reverter à imensa rejeição que tinha diante do eleitorado.

Terra Arrasada

O Projeto político de reeleição da chapa de Edilson Capote naufragou e deixou o Município arruinado financeiramente, com dividas incalculáveis.

Para se ter uma idéia clara da situação somente de INSS são mais de 33.000.000,00 (trinta e três milhões de reais), sem contar convênios desviados, precatórios julgados à revelia, programas sem prestações de contas, dentre outras ações danosas ao erário que, talvez, demandem mais de uma década para serem sanadas.

O que esperam os Barrenses?

A esmagadora maioria dos barrenses que não valorizam e nem apóiam atos de CORRUPÇÃO, espera que o TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL mantenha a decisão do Juizado da Sexta Zona Eleitoral de Barras e torne os réus inelegíveis, assim como fez o Tribunal de Contas do Estado- TCE que reprovou as Contas de Edilson Capote, exercício financeiro de 2016 e aplique tudo o que determina a lei neste caso de desvio de finalidade e claro descumprimento dos princípios básicos que regem a Administração Pública, consagrados no Artigo 37 da Constituição Cidadã de 1988.

Fonte: portal olhos de águia 


Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html