Header Ads

Vereadores da oposição devem se manifestar reprovando as contas de ex-prefeito de Barras como recomenda TCE


Após o Plenário do Tribunal de Contas do Estado TCE, rejeitar por 6 a 1 o recurso impetrado pelo ex-prefeito Edilson Capote, tornando o mesmo inelegível, ou seja, fora da disputa eleitoral em Barras, a população barrense exige uma posição dos vereadores que compõem o grupo da oposição, que devem se manifestar reprovando as contas do ex-gestor como determina o TCE.

As contas reprovadas pelo TCE de Capote, são do ano da eleição 2016. Em 2016 no período eleitoral a frente da Prefeitura de Barras, Capote montou e liderou um verdadeiro Quartel General de Compra de Votos. De acordo com o MPE, caixa 2, valores não declarados à Justiça Eleitoral de no mínimo 180 mil reais, outros 50 mil reais foram transferidos para a conta bancária da empresa de Edilson Capote às vésperas da eleição de 2016. 
A Câmara de Vereadores de Barras que aprovou por unanimidade as contas do ex-prefeito Edilson Capote, referentes aos anos de 2013 e 2014, deverá agora seguindo recomendação do Tribunal, reprovar as contas do ex-gestor, do contrário estará compactuando com a corrupção e desmandos praticados em sua gestão.
Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html