//// ANALYTICS //// Osmar Júnior diz que decreto mais rígido é para evitar o lockdown no Piauí - Notícias de Barras, Piauí, Brasil e o mundo ::: www.barrasenoticia.com.br

Header Ads

Osmar Júnior diz que decreto mais rígido é para evitar o lockdown no Piauí

Foto: Cidade Verde

O secretário estadual de Governo, Osmar Júnior (PCdoB), afirmou que as medidas mais rígidas impostas em decreto pelo governo estadual querem evitar a possibilidade de um lockdown no Piauí. A medida proíbe a comercialização de bebidas alcoólicas e fecha supermercados e outros serviços no domingo (17). Osmar Júnior disse ainda que acredita na adesão voluntária da população ao novo decreto e ressaltou que ainda há medidas mais graves a serem tomadas caso o isolamento social não seja controlado.

“Hoje o comércio está fechado, grande parte da atividade econômica está suspensa, no domingo vai ser mais rígido, mas você pode sair da sua casa sem ter que prestar contas. No lockdown não pode. Na Itália, na França, na Inglaterra, na Alemanha, ao sair de casa, você tinha que ter uma justificativa, uma autorização. Nós não queremos chegar a esse ponto”, disse Osmar.

A fiscalização, segundo o secretário, está ativa irá fazer valer o cumprimento do decreto. “O estabelecimento que descumprir a norma, se abrir, ele será fechado. A polícia vai abordá-lo, vai determinar o fechamento”, afirmou.

A partir desta sexta-feira, 15 de maio até às 24 h do dia 16 de maio, poderão funcionar somente as seguintes atividades e estabelecimentos essenciais: 
farmácias e drogarias; 
serviços de saúde; 
supermercados; 
panificadoras e padarias; 
postos de combustíveis; 
borracharias; 
serviços de delivery; 
serviços de segurança e vigilância; 
serviços de telecomunicação, radiodifusão e imprensa; 
serviços bancários exclusivamente para pagamento de auxilio emergencial e benefícios sociais e para autoatendimento.

A partir das 24 horas do dia 16 de maio até as 24 horas do dia 17 de maio, somente as seguintes atividades e estabelecimentos essenciais poderão funcionar: 
farmácias, drogarias, serviços de saúde, imprensa, serviços de segurança e vigilância, serviços de delivery exclusivamente para alimentação e serviços de autoatendimento bancário; 
borracharias, postos de combustíveis e pontos de alimentação localizados às margens de rodovias.
Aglomerações em calçadas e praças está proibida

Osmar Júnior chamou a atenção para aglomerações em locais públicos como calçadas e praças.

“Isso também é proibido e no decreto atual fica bem claro. É proibido o consumo de bebidas alcoólica em espaço público e será autuado o estabelecimento. Além da multa já prevista, ele (infrator) também vai responder por eventuais danos”, disse o gestor. 

Venda de álcool proibida mas delivery é autorizado

A venda de bebidas alcoólicas está proibida nos supermercados, desta sexta até as 24h de domingo (17), para evitar aumento de aglomerações em filas. O decreto permite a venda delivery de todos os produtos até as 24 horas de sábado. No domingo, os supermercados não abrem e apenas as atividades delivery de alimentação são permitidas.

“Nós estamso isso porque estamos nos preparando para um enfrentamento mais duro”, explicou Osmar Júnior.
Transporte de passageiros

O decreto estadual também proíbe o transporte de passageiros no domingo (17). O transporte de mercadorias, no entanto, continua liberado. 

O serviço de transporte de cargas continuam liberados assim como postos de combustível, pontos de alimentação e borracharia às margens de rodovias.

Fonte: Cidade Verde 
Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html