Header Ads

Bandido fez oração antes de matar mãe e filho piauienses durante assalto no Pará

|
Mãe e filho piauienses identificados como Francisca Justina de Carvalho, 50 anos e José Nildo de Carvalho, 29 anos, foram assassinados a tiros na tarde de segunda-feira (25/05), dentro de residência localizada no município de Paraupebas no estado do Pará. As vítimas eram naturais da cidade de Esperantina no Piauí. 


Em entrevista ao programa Ronda Nacional desta terça-feira (26), o tio de José Nildo, Dedé Augusto informou, que o criminoso se passou por evangélico para entrar na residência e chegou a fazer uma oração e tomar café com as vítimas antes de cometer o crime. 


"Eles moravam em um condomínio, ele conseguiu entrar no condominio, bateu na porta e quando eles [mãe e filho] abriram, ele [criminoso] estava com a biblía de baixo do braço, como o meu sobrinho José Nildo e a mãe, a Francisca eram evangelicos eles aceitaram ele [criminoso] entrar na residência. Ele disse que queria pregar um culto, ai eles [as vítimas] aceitaram, ele fez todo o papel de evangélico, orou. Imediato ela [Francisca] serviu um café para ele e quando ela se virou para a geladeira, ele atirou na cabeça dela e na cabeça do filho, ela morreu no local e ele [José Nildo] ficou vivo por umas 3h, ele que fez todo esse relato de como aconteceu o crime. Ele [criminoso] anunciou o assalto, atirou nela, atirou nele e se evadiu sem levar nada." declarou Dedé Augusto, tio de José Nildo.

A polícia militar foi acionada minutos depois do crime. Vizinhos disseram para a polícia que um homem armado entrou na residência dos esperantinenses, efetuou os disparos e fugiu em seguida. No local a polícia encontrou o corpo de Francisca Justina atingida por tiros na cabeça. José Nildo foi socorrido e levado ainda com vida pelo SAMU e levado para Hospital Geral de Parauapebas (HGP), mas não resistiu e morreu logo após dar entrada na unidade de saúde.

O caso está sendo investigado pela polícia civil daquele município. A hipótese inicial seria crime de execução, mas também se trabalha com a suspeita de latrocínio, segundo autoridades locais. Até o momento ninguém foi preso.
Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html