Header Ads

Adolescente utiliza máscara de caveira de Halloween para matar mãe e esfaquear padrasto

Um adolescente de 15 anos foi apreendido na manhã desta quinta-feira (31), como principal suspeito de matar a mãe e esfaquear o padrasto em um condomínio de prédios na zona leste de Londrina, no norte do Paraná.

(FOTO: REPRODUÇÃO ARQUIVO PESSOAL)

O crime aconteceu dentro do Residencial Cambezinho, e chocou moradores do condomínio.

No local, o corpo da mãe do adolescente, identificada como Shirlei Bueno da Silva, de 52 anos, foi retirado do apartamento pelo Instituto Médico-Legal (IML).

De acordo com o perito José Danilson, do Instituto de Criminalística, Shirlei e o marido, Aguinaldo Rosa, ex-secretário de Obras do município, estavam no quarto do apartamento quando o crime aconteceu, e tudo indica que ambos dormiam quando foram atacados, por volta das 6h.

(FOTO: REPRODUÇÃO ARQUIVO PESSOAL)


“Ela teria uma lesão na região da barriga, uma nas costas e uma no joelho, e foi encontrada em cima da cama (…). A faca apreendida era uma faca de churrasco, estava limpa, e foi apreendida para fazer pesquisa de sangue e se teria sido aquela. (…). Não houve sinais de luta corporal. Segundo informações da família, ele ficava muito na internet, ficava muito bitolado nessas coisas”, disse o perito.

Para realizar o crime, o adolescente teria usado uma faca de cozinha e uma máscara de caveira de Halloween preta e branca.
Garoto tentou se esconder em colégio estadual

Logo depois de cometer o crime, o menor se escondeu em no Colégio Estadual Machado de Assis, mas acabou sendo apreendido pouco tempo depois do crime. Com ele, a polícia também encontrou uma faca de cozinha a a máscara.

(FOTO: DIVULGAÇÃO POLÍCIA MILITAR)

Conforme o tenente Renan Brado, da Patrulha Escolar, o garoto não reagiu à apreensão, e disse poucas palavras à polícia.

Além disso, Mayara, irmã mais velha do adolescente, relatou que custa acreditar que o irmão fez isso, e que atualmente ele passava por um tratamento psicológico.

Para ela, o adolescente estava estranho e recluso nos últimos tempos, mas três psicólogos afirmaram que ele não apresentava nenhum problema.(FOTO: RIC RECORD TV)

Agnaldo, que ainda corre risco de morte, foi encaminhado ao Hospital do Coração, em Londrina, onde segue internado.

A princípio, ainda não é possível afirmar qual teria sido a motivação do crime.
Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html