Header Ads

Primeiras imagens da retirada do mastro para os festejos de Barras 2019

FESTEJO DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO
DE BARRAS DO MARATHAOAN – PIAUÍ





1º Ato: O LEVANTE DO MASTRO.

Autor: Monte Filho - 2019

Ter uma religião é uma questão de fé, de acreditar nos seus postulados, de ter consciência que com o cumprimento das normas estabelecidas a pessoa se aproxima do princípio criador, Deus-Pai Todo Poderoso, e como prêmio ganha a vida eterna.

A prática da religião católica apostólica romana no nordeste do Brasil, em geral e, em particular, nas cidades do interior do Piauí, traz nos seus ritos o chamado: “Levante do Mastro”.

Na cidade de Barras - Piauí, eternizada, historicamente, como Barras do Marathaoan, cuja padroeira é Nossa Senhora da Conceição, esta prática é centenária e tem uma rica ritualística.

Com uma antecedência de um ano ou mais é escolhida a fazenda que doará o mastro, sendo, necessariamente, uma árvore de tronco ereto e de um comprimento de, aproximadamente, 20 metros. Evita-se cortar árvores nobres e em extinção. A escolha, geralmente, recai sobre “pau pombo”, “laranjinha” e similares.

É um processo que envolve toda a comunidade doadora que faz a escolha da árvore e apresenta à comissão organizadora do mastro que analisa e dá a palavra final.

No mês de agosto é feita a colheita da árvore e transportada para a sede da Fazenda onde ela é descascada para acelerar o processo de desidratação e ficar o mastro mais leve para o transporte até a Igreja da Padroeira, na zona urbana da cidade.

O foguetório é intenso, gritos de viva Nossa Senhora da Conceição, viva Nosso Senhor Jesus Cristo acompanham o cortejo, desde a derruba do mastro no mato até a porta da capela da fazenda. Concluído o trabalho de colheita, transporte e lapidação é tradição ser servido um farto café da manhã ou mesmo um almoço onde todos são convidados.

Este ato reúne uma multidão de católicos que em adoração a Deus e devoção à Nossa Senhora rezam e entoam cânticos de louvor.

No final do mês de novembro, geralmente na noite do dia 27, o mastro é transportado no ombro de centenas de católicos, desde a Sede da Fazenda doadora até o Bairro Boa Vista, numa caminhada que, devidamente, cronometrada chega à cidade ao amanhecer do dia 28.

A procissão de condução do mastro do pátio da Igreja de Santa Luzia, no Bairro Boa Vista, para o adro da Igreja Matriz, acontece no entardecer do dia 28 de novembro e marca o início dos Festejos de Nossa Senhora da Conceição, num ato dos mais participativos da comunidade católica de Barras do Marathaoan, atraindo milhares de cristãos de toda a região norte do Estado Piauí para uma celebração dirigida pelo Bispo Diocesano, auxiliado por padres de todas as Igrejas da redondeza.

Este ano, o mastro foi colhido na localidade Paissandu de propriedade do Senhor Félix Holanda, na região da Fazenda Angical, que em pagamento de uma promessa fez tão nobre e significava doação. A procissão de translado e entrega do mastro percorrerá uma distância de 39 quilômetros.

Todo esse processo é responsabilidade de um grupo de barrenses que compõem a Comissão do Mastro, tendo como coordenador geral, o Professor Gilson Pires Lages. O trabalho é executado nos mínimos detalhes e ao longo de décadas tem recebido o reconhecimento da população pelo empenho e competência de toda a equipe organizadora.

Passado o período dos festejos, o mastro é doado para uma família carente para utilização na construção do teto de uma casa residencial.

Toda essa ritualística é feita pelos fiéis que cantam em cortejo os versos compostos por João Berchmans Carvalho do Hino da Padroeira:

“Eia povo barrense é chegado
O momento de nossa alegria
Elevai vossa fé ó cristãos
Em louvores à virgem Maria.

Salve Rainha dos Céus
Salve a estrela da manhã
Salve a Padroeira de Barras do Marathaoan!
Salve a Padroeira de Barras do Marathaoan!

Barras terra por nós tão querida
Está sob a feliz proteção
De Maria a virgem das virgens
Na sublime e real Conceição.

Ó Maria majestade bendita
Que na santa e feliz Conceição
Deste a Barras o teu amor supremo
E aos barrenses o teu coração.

Salve Rainha dos Céus
Salve a estrela da manhã
Salve a Padroeira de Barras do Marathaoan!
Salve a Padroeira de Barras do Marathaoan!

Assim foi, assim é e assim será “per omnia saecula saeculorum”.

Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html