Header Ads

Jornalista da TV Meio Norte Egídio Brito não morreu e segue com chances de vida

O jornalista Egídio Brito, 32 anos, repórter do Grupo Meio Norte de Comunicação, não morreu na tarde deste domingo, como foi amplamente divulgado pela imprensa. Na verdade houve uma precipitação de uma fonte oficial, um familiar de Egídio, que entendeu errado o que os médicos disseram sobre o estado de saúde do jornalista, e repassou de forma equivocada a informação de morte cerebral. Com informações OitoMeia.


Quem repassou essa informação foi uma amiga pessoal da família, Jô Cabral. Segundo ela, “o que aconteceu é que um familiar dele, muito nervoso, entendeu errado as coisas que o médico. Citou que ele tinha tido morte cerebral. Ele não teve morte cerebral. O Egídio está com suspeita de meningite em coma desde sexta-feira. Fizeram neste domingo (29) cinco testes para saber se ele estaria com morte cerebral ou não. E o quinto não constatou morte cerebral”, explicou Jô em um vídeo divulgado nas redes sociais.

O Hospital Unimed divulgou nota agora há pouco – às 13h20 – informando que o jornalista Egídio Brito continua internado e com todo acompanhamento médico. O quadro de Egídio é grave, mas continua estável sem alteração.

O boletim médico é assinado pelo médico Rafael Correia Lima, diretor clínico da Unimed.



Fonte: oitomeia
Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html