Header Ads

Preso que se disfarçou de mulher para tentar fugir é achado morto


REPRODUÇÃO

O traficante Clauvino da Silva, 42 anos, que tentou fugir da cadeia vestido de mulher no último fim de semana, foi encontrado morto dentro da cela em que estava na Penitenciária Laércio da Costa Pelegrino, em Bangu, na manhã desta terça-feira (06/08). As informações são do Metrópoles.

De acordo com a reportagem, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou ele teria tirado a própria vida com um lençol. O Corpo de Bombeiros foi acionado e será realizado o registro de ocorrência. Também será instaurada uma sindicância para apurar os fatos.

Traficante e condenado a mais de 70 anos, Clauvino da Silva, conhecido como Ronca ou Baixinho, tentou escapar do Complexo Penitenciário de Bangu, no Rio de Janeiro, de uma maneira inusitada. Ele quis se passar pela filha, Ana Gabriele Leandro da Silva, 19, única visitante que o preso recebeu no sábado (03/08).

Mas os planos fracassaram. Clauvino foi flagrado por agentes penitenciários quando tentava deixar o Presídio Gabriel Ferreira Castilho, conhecido como Bangu 3, no fim da visita. Além da máscara, usava roupas femininas e uma peruca de fios longos.

Na portaria da unidade, aos solicitarem a carteirinha da filha, Clauvino foi capturado. Os visitantes, quando entram nos presídios, deixam o documento de identificação, que só é devolvido na saída. Ana Gabriele, que foi detida e autuada em flagrante na 35ª Delegacia de Polícia (Campo Grande), vai responder pelo delito no Juizado Especial Criminal. Agentes prisionais acreditam que, após a fuga do pai, ela tentaria deixar o presídio alegando ter perdido sua carteirinha.

Um vídeo mostra o momento em que os agentes, desconfiados, obrigam o preso a tirar o disfarce. Ainda há suspeita sobre outras oito visitantes, uma delas grávida, que podem ter participado da tentativa de fuga. A Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) acredita que a gestante pode ter levado o material, visto que ela não passa pela mesma revista corporal nem pelo mesmo scanner.

Outra tentativa de fuga

Também conhecido como Baixinho, Clauvino estava preso na Galeria B7 de Bangu 3, que abriga os chefes da maior facção criminosa do Rio. Ele está condenado a 73 anos e 10 meses de prisão. No histórico do preso, constava uma fuga anterior. Clauvino foi um dos 31 presos que escaparam pelo esgoto do Instituto Penal Vicente Piragibe, no Complexo de Gericinó, em fevereiro de 2013.

Ele conseguiu fugir, mas ficou pouco tempo nas ruas. No mês seguinte à fuga, Clauvino foi preso com outros três cúmplices numa tentativa de invasão ao Morro da Fortaleza, em Angra dos Reis.

Fonte: Metrópoles
Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html