Header Ads

“Fiz uma besteira”, disse homem que esfaqueou esposa e amiga



“Fiz uma besteira”, disse Josué Ferreira Rodrigues, 39 anos, a seguranças do frigorífico da JBS, logo após esfaquear a própria esposa e uma amiga dela, na manhã desta terça-feira (20/08/2019). Apesar de estar internado no Hospital Regional de Ceilândia (HRC), por ter tentado suicídio quando viu a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o homem já é considerado preso em flagrante e será autuado por tentativa de feminicídio e de homicídio.

De acordo com o delegado Pablo Aguiar, da 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas), logo após desferir as facadas contra as duas mulheres, Josué teria tentado fugir. “As vítimas estavam dentro da incubadora e foi lá que ele cometeu o crime. Depois, ele saiu correndo dos seguranças e chegou até a pular um alambrado”, conta. O frigorífico fica na Rodovia BR-060, em Samambaia.

Apesar de ainda não ter conseguido ouvir os envolvidos no caso, o delegado disse ver características típicas de feminicídio. “Acredito que envolva um sentimento de posse, de achar que a mulher era propriedade dele”, explicou.

A dificuldade inicial encontrada pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) é a falta de imagens do ocorrido. “O local não possui câmeras de segurança. Vamos precisar do testemunho dos seguranças e esperar as vítimas terem condições de depor”, afirma.
Perfurações

Segundo o Corpo de Bombeiros do DF (CBMDF), a mulher de Josué, Jéssica Carvalho dos Santos, 28, sofreu quatro perfurações no tórax. Ela foi encaminhada ao Hospital de Base do DF (HBDF) de helicóptero, já passou por cirurgia e está consciente.

A amiga Maria José dos Santos Ferreira, 40, foi esfaqueada no abdômen e no tórax. Ela está no Hospital Santa Marta e seu estado não é crítico. A PRF informou que Josué foi levado ao HRC, onde passa por cirurgia, após ter perfurado a própria barriga, ficando com o intestino exposto.

O crime teria sido motivado por ciúmes, porque a esposa estava combinando com a amiga de sair. O casal tem dois filhos. Uma prima de Júlio, que não quis se identificar, disse à reportagem que o casal estava em processo de separação há pouco mais de uma semana. “Estamos sem entender nada. Ele é um homem tranquilo. Sempre viveram muito bem. Provavelmente, ele não estava aceitando a separação. Ninguém está acreditando no que aconteceu.”

Ao Metrópoles, a JBS confirmou o caso envolvendo os três colaboradores do incubatório de Samambaia. Ressaltou ainda que “imediatamente acionou os órgãos responsáveis para atendimento. A empresa segue prestando todo atendimento necessário”, informou em nota.

Aguarde mais informações


Fonte: METRÓPOLES
Tecnologia do Blogger.
google-site-verification: google2b0840f1e7609044.html